Última hora

Última hora

Paz adiada no Sudão do Sul

Em leitura:

Paz adiada no Sudão do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

As negociações de cessar-fogo entre as partes em conflito no Sudão do Sul foram adiadas.

No terreno, a guerra intensifica-se e os Estados Unidos instaram os cidadãos norte-americanos a deixarem o país.

As forças armadas continuam a avançar para a cidade de Bor, uma região estratégica rica em petróleo.

O conflito no Sudão do Sul começou a 15 de Dezembro, com o Presidente Salva Kiir a acusar o ex-número dois do regime de tentativa de golpe de Estado.

Os confrontos começaram na capital, Juba mas estenderam-se rapidamente a metade do território.

Desde então, morreram mais de mil pessoas e 180 mil foram obrigadas a fugir.

Os Estados Unidos apadrinharam a criação do país em 2011 e, apesar do encerramento parcial da embaixada, garantem que vão continuar a apoiar os esforços de paz.