Última hora

Última hora

"Jihad Jane" condenada a 10 anos de prisão

Em leitura:

"Jihad Jane" condenada a 10 anos de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

Uma mulher norte-americana conhecida como “Jihad Jane” foi condenada a dez anos de prisão pela participação numa tentativa falhada da Al-Qaida para matar um artista sueco.

Colleen LaRose, de 50 anos, tinha-se convertido ao Islão pela internet. Durante o processo, confessou ter seguido ordens de alegados operativos da rede terrorista, tendo viajado para a Europa em 2009 com o objetivo de participar numa conspiração para matar a tiro Lars Vilks.

A Al-Qaida tinha posto a cabeça do artista sueco a prémio depois deste ter feito uma representação do Profeta Maomé com o corpo de um cão.