Última hora

Última hora

Frio nos EUA: nem o urso polar sai à rua

Em leitura:

Frio nos EUA: nem o urso polar sai à rua

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de frio histórica que paralisa o centro, norte e leste dos Estados Unidos e o vizinho Canadá há quase uma semana não dá sinais de abrandar e ameaça agora regiões do sul, como o Tennessee e o Alabama, pouco habituadas a temperaturas tão baixas.

Em Chicago, nem o urso polar do jardim zoológico sai para o exterior.

Um homem explica que também não quer “andar no exterior, porque assim que se sai de casa até a pele dói”.

Outro residente de Chicago diz que “é brutal. Está um frio incrível, é ridículo”.

As mais baixas temperaturas das últimas duas décadas, as quedas de neve e as chuvas geladas fizeram uma quinzena de mortos nos últimos dias.

O Estado do Montana registou na segunda-feira menos 53 graus Célsius, enquanto o Polo Sul se ficou pelos 34 negativos.

A paralisação do tráfego aéreo impediu que um grande número de norte-americanos regressasse a casa depois das festas do fim de ano. Segundo um site especializado, mais de 4300 voos foram anulados.

A capital, Washington, regista temperaturas mais clementes, com o termómetro a descer apenas até aos oito graus negativos.