Última hora

Última hora

EUA: Fraude na atribuição de incapacidade por traumas devidos ao 11 de setembro

Em leitura:

EUA: Fraude na atribuição de incapacidade por traumas devidos ao 11 de setembro

Tamanho do texto Aa Aa

Oitenta polícias e bombeiros reformados de Nova Iorque foram acusados de fraude à Segurança Social, após simularem incapacidade por sofrerem traumas devido aos atentados do 11 de setembro.

A ata de acusação assinala que os organizadores deste esquema dirigiram centenas de solicitações ao Seguro de incapacidade da Segurança Social e mentiram sobre as suas condições mentais.

O comissário do departamento de polícia de Nova Iorque referiu que os acusados “desonram” os que verdadeiramente sofreram com o 11 de setembro.

“Estas detenções são um esforço para que a memória de quem contribuiu com a vida e a saúde durante o 11 de setembro, não seja conspurcada com as ações destes 72 antigos membros da polícia de Nova Iorque”, disse William Bratton.

Os acusados recebiam anualmente entre 22.000 a 37.000 euros, por estarem totalmente incapacitados, no entanto em várias redes sociais da internet exibiam fotografias onde a realidade era bem mais agradável.

A acusação refere ainda que ao longo dos anos este esquema custou aos contribuintes centenas de milhões de dólares.