Última hora

Última hora

Nova onda de detenções de membros da ETA

Em leitura:

Nova onda de detenções de membros da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

Arantza Zulueta, uma das grandes figuras da ETA, e mais sete membros da organização foram detidos pela Guardia Civil espanhola. A operação, que durou oito horas, decorreu em várias cidades do País Basco espanhol e de Navarra.

Os detidos pertencem alegadamente ao KT, o grupo de coordenação dos prisioneiros da ETA, único braço armado da organização terrorista ainda ativo. As autoridades de Madrid suspeitam que a ativista e advogada Arantza Zulueta estivesse a preparar o regresso aos atentados.

O ministério do Interior, de Jorge Fernández Díaz, anunciou a operação da Guardia Civil antes mesmo de esta ter começado. Resultado, quando a polícia começou as detenções, os alegados terroristas estavam a destruir documentos. A Procuradoria quer a abertura de um inquérito sobre este comunicado precoce.

A operação policial, ordenada pelo executivo espanhol, suscitou a indignação da esquerda independentista e a “estupefação” do governo basco, que acusa Madrid de querer “minar” os esforços de “normalização”, “num momento em que o País Basco entra numa nova era de construção da paz e da esperança”.

Esta onda de detenções ocorre nas vésperas de uma grande manifestação, prevista para sábado em Bilbau, a favor da transferência dos prisioneiros da ETA para o País Basco, onde podem estar mais próximos dos familiares.