Última hora

Última hora

Diplomata indiana acusada pela Justiça sai dos EUA

Em leitura:

Diplomata indiana acusada pela Justiça sai dos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

A vice-cônsul indiana no centro de um conflito diplomático entre Washington e Nova Deli foi “convidada a sair” dos Estados Unidos no quadro de um acordo que lhe conferiu imunidade diplomática face à Justiça norte-americana.

Devyani Khobragade deixou os Estados Unidos esta quinta-feira, depois de ser formalmente acusada por um tribunal federal.

O porta-voz da diplomacia indiana, Syed Akbaruddin, explica que “o governo norte-americano pediu à Índia para abdicar da imunidade de Khobragade mas, no dia 9, o governo indiano recusou e transferiu a diplomata para o ministério dos Negócios Estrangeiros em Nova Deli”.

A vice-cônsul indiana em Nova Iorque foi acusada de fraude na obtenção do visto para uma empregada doméstica e de a fazer trabalhar cerca de 100 horas por semana, com um salário muito abaixo do mínimo legal nos Estados Unidos.

Em reação ao caso, a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Jen Psaki, limitou-se a dizer que os Estados Unidos “mantêm o diálogo [com a Índia] nos assuntos habituais”.

Detida a 12 de Dezembro, Khobragade tinha sido nomeadamente obrigada a despir-se para ser revistada, o que provocou a ira de Nova Deli e levou a sanções contra diplomatas norte-americanos na Índia.