Última hora

Última hora

Risco de golpe de Estado na Tailândia

Em leitura:

Risco de golpe de Estado na Tailândia

Tamanho do texto Aa Aa

Após dois meses de manifestações que reuniram mais de 150 mil pessoas na Tailândia, os protestos podem terminar sob as botas do exército.

Manifestantes liderados pelo ex- político da oposição Suthep Thaugsuban visam paralisar a capital entre os próximos dias 15 e 20 de janeiro.

“ Quero expressar os meus sentimentos. Quero uma eleição. Eu quero mostrar o meu apoio a eleições democráticas na Tailândia, para que o país possa seguir em frente. “

Os líderes do movimento pedem a substituição do governo por um “conselho popular” não eleito , por 18 meses antes de considerar novas eleições.

Para este analista há um risco de golpe de Estado no país.

“Confronto de pessoas, impasse político, a corrupção e a violação de lesa-majestade, todas estas questões são as mesmas condições que levaram último golpe de Estado.”

15 mil policiais e soldados preparam-se para intervir em Bangkok para bloquear os manifestantes que tentam derrubar o governo e evitar as eleições parlamentares de 2 de fevereiro.