Última hora

Última hora

Venezuelanos despedem-se de rainha de beleza

Em leitura:

Venezuelanos despedem-se de rainha de beleza

Venezuelanos despedem-se de rainha de beleza
Tamanho do texto Aa Aa

O duplo assassinato de uma rainha de beleza, Monica Spear, e do marido voltou a agitar a Venezuela.

O casal foi morto enquanto viajava de automóvel no norte do país. Os cadáveres foram descobertos na noite de segunda para terça-feira.

Maya, a filha do casal, de cinco anos de idade, foi a única sobrevivente. Ainda assim, a criança foi atingida por um tiro na perna e encontra-se a recuperar no hospital.

“Temos que acabar com a violência na Venezuela. O nosso país é demasiado bonito para atos deste tipo. Para a oposição, o governo, os não políticos, os que são neutros, temos que nos unir e acabar com esta tragédia que destrói as nossas crianças e famílias”, implorou Rafael Spear, pai da vítima.

O ministro do Interior e da Justiça já anunciou a detenção de sete suspeitos.

O caso despoletou uma rara ocasião de união entre governo e oposição. O presidente Nicolas Maduro juntou-se ao líder da oposição, Henrique Capriles, anunciando várias medidas de combate à violência.

A Venezuela é um dos países mais violentos da América do Sul. Em 2013, dados oficiais sugerem que a taxa de homicídio é de 39 vítimas por cada cem mil pessoas. A ONG Observatório Venezuelano da Violência coloca este número praticamente no dobro.

Monica Spear foi eleita Miss Venezuela em 2004.