Última hora

Última hora

Nacionalistas bascos juntam-se a protesto por presos da ETA

Em leitura:

Nacionalistas bascos juntam-se a protesto por presos da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de pessoas desfilaram em Bilbao, respondendo ao apelo dos partidos nacionalistas e independentistas bascos, depois da manifestação ter sido proibida pela Justiça espanhola.

Os manifestantes deram eco a uma reivindicação histórica da ETA e da esquerda independentista basca, pedindo o fim da “dispersão” dos prisioneiros etarras e a transferência para centros de detenção do País Basco.

O porta-voz do Partido Nacionalista Basco explica que pretendem “que o caminho assumido, a nova era de construção, avance sobre a base do respeito pelos Direitos Humanos”. Joseba Egibar diz que “o diálogo e os acordos devem servir de base para as relações entre as organizações políticas. Cada um dos atores implicados, incluindo partidos políticos, instituições e ETA, devem tomar as medidas exigidas pela sociedade basca”.

Pela primeira vez desde 1999, o protesto anual contou com a participação oficial dos nacionalistas bascos, que dirigem o governo regional, em jeito de desafio ao executivo de Madrid, depois da marcha ter sido proibida.