Última hora

Última hora

Egito: Incidentes provocam vítimas no referendo constitucional

Em leitura:

Egito: Incidentes provocam vítimas no referendo constitucional

Tamanho do texto Aa Aa

Há uma nova constituição no horizonte político do Egito, mas a palavra cabe agora aos mais de 52 milhões de eleitores, chamados a pronunciar-se em referendo até quarta-feira à noite. O processo tem estado a desenrolar-se sob fortes medidas de segurança, há o registo de confrontos e incidentes que provocaram pelo menos 8 mortos.

Os apoiantes da irmandade muçulmana são contra a nova constituição. Apesar da forte oposição, há quem pense que este é um bom ponto de partida. “Se quisermos mudar alguns artigos na constituição podemos fazê-lo mais tarde, mas em geral, é uma boa constituição. Não é perfeita, mas nada é perfeito. É um bom começo”, diz uma senhora.

Um homem diz estar otimista quanto ao desenrolar da votação. “Pensamos que tudo vai correr bem, as pessoas parecem estar confortáveis e um grande número de eleitores está interessado, mesmo os mais idosos participam”, diz.

O projeto de constituição foi patrocinado pelos militantes no poder. Os artigos de índole religiosa introduzidos pelo presidente deposto, Mohammed Morsi, foram retirados. O poder das forças armadas foi ainda mais reforçado.

Algumas organizações não-governamentais dizem existir um clima de medo.