Última hora

Última hora

EUA: Campanha de turismo arruína campanha presidencial do governador de Nova Jérsia

Em leitura:

EUA: Campanha de turismo arruína campanha presidencial do governador de Nova Jérsia

Tamanho do texto Aa Aa

Um vídeo de promoção do turismo em Nova Jérsia, no qual participa a família do governador, pode ser a machadada final nas ambições presidenciais de Chris Christie.

Já no centro de um furacão político por causa do chamado “Bridgegate”, o popular governador republicano é agora alvo de uma auditoria por alegada utilização indevida de fundos destinados a ajudar o Estado, um dos mais afetados pela passagem do furacão Sandy, em 2012.

A campanha de promoção de Nova Jérsia terá custado mais 2,2 milhões de dólares do que outra proposta que não contava com o sorriso dos Christie. Mais de 1,6 milhões de euros que podiam ter servido para apoiar vítimas do furacão, dizem os críticos.

Na internet, uma petição a exigir a demissão do governador está a fazer furor. O ego pode ter custado uma corrida à Casa Branca que parecia imparável para Chris Christie, antes de ter de desfazer-se em desculpas por causa do escândalo da ponte.

Alegadamente por vingança política, contra um mayor que não apoiou a reeleição de Christie, o gabinete do governador cortou vias de acesso à ponte George Washington, uma das mais movimentadas do mundo, que dá acesso a Manhattan.

Para além dos engarrafamentos intermináveis que provocou de 9 a 13 de setembro de 2013, o corte de vias atrasou o tempo de resposta dos serviços de emergência e uma mulher de 91 anos, encontrada inconsciente numa das longas filas de trânsito acabou por morrer à chegada ao hospital.