Última hora

Última hora

Gala FIFA: Ouro não foi só de Ronaldo

Em leitura:

Gala FIFA: Ouro não foi só de Ronaldo

Tamanho do texto Aa Aa

Ao conseguir a segunda bola de ouro da carreira, Cristiano Ronaldo entra definitivamente para a galeria dos melhores de sempre.

Mas a gala da FIFA foi também a ocasião para outros prémios. Eusébio foi homenageado e Pelé recebeu um prémio de carreira: “Pelé foi uma lenda do futebol e ouvir o meu nome juntamente com o dele, na cerimónia da Bola de Ouro, é um sentimento inacreditável. Não imagino uma noite melhor que esta, nem em sonhos”, disse Ronaldo.

O prémio de treinador do ano foi para Jupp Heynckes, que levou o Bayern de Munique à conquista de todos os títulos que havia para ganhar: Liga dos Campeões, campeonato e taça da Alemanha: “Penso que é um prémio pelo fim da minha carreira. É como um livro de sonho que acaba de ser escrito. Termino a carreira, ganho esta tripla e ainda me elegem treinador do ano”.

Nadine Angerer, guarda-redes da seleção feminina da Alemanha, foi eleita jogadora do ano: “Fiquei surpreendida. Ainda não acredito. Acho que vou demorar dois ou três dias a perceber o que aconteceu. Estou muito orgulhosa e agradecida”.

Depois de Eusébio, Figo e da primeira bola de ouro ganha por Ronaldo em 2008, esta é a quarta bola de ouro para um jogador português. Depois da morte de Eusébio, há já quem diga “rei morto, rei posto”.