Última hora

Última hora

Homem morto a tiro por enviar mensagens no cinema

Em leitura:

Homem morto a tiro por enviar mensagens no cinema

Tamanho do texto Aa Aa

Um homem foi morto a tiro num cinema, nos Estados Unidos, por estar a escrever uma mensagem no telemóvel.

A exibição de “O sobrevivente” (“Lone Survivor” em inglês), em Wesley Chapel, Flórida, acabou da pior maneira para Chad Oulson, que, durante a apresentação dos filmes enviava uma SMS para a filha.

Segundo a polícia e algumas testemunhas citadas pela CNN, o autor dos disparos foi Curtis Reeves, um ex-polícia de 71 anos.

Reeves terá pedido a Oulson que parasse de usar o telemóvel e saiu da sala de cinema. Quando regressou, Oulson perguntou a Reeves se tinha ido fazer queixa, clarificando estar apenas a enviar uma mensagem para a filha mais nova. A discussão agravou-se e o homem que escrevia mensagens foi alvejado.

Durante os disparos, a mulher da vítima acabou também por ser atingida mas não corre perigo de vida. Entre as pessoas que se encontravam na sala de cinema no momento do incidente estava um polícia, que tentou imediamente impedir que se fizessem mais vítimas mortais, e duas enfermeiras, que tentaram socorrer Chad Oulson. A vítima, de 43 anos, acabou por morrer no hospital.

Curtis Reeves deverá ser acusado de homícidio em segundo grau.