Última hora

Última hora

Dakar2014: Al-Attiyah vence nos carros e Rodrigues sobe nas motos

Em leitura:

Dakar2014: Al-Attiyah vence nos carros e Rodrigues sobe nas motos

Tamanho do texto Aa Aa

Num dia marcado pelo abandono de Carlos Sainz nas quatro rodas, o “motard” português Hélder Rodrigues fechou a 10.a etapa do rali Dakar em segundo e ascendeu à quinta posição da geral. Na jornada desta quarta-feira que ligou Iquique a Antogfagasta, no Chile, melhor que o lisboeta campeão do mundo de todo-o-terreno em 2011 só o seu companheiro de equipa Joan Barreda, também em Honda.

O espanhol da Team HRC recuperou da punição sofrida na terça-feira, foi primeiro e voltou a colocar alguma pressão na geral sobre o compatriota, Marc Coma. O espanhol da Red Bull fechou a etapa na quinta posição, mas ainda assim mantém uma liderança folgada com mais 44 minutos que Barreda.

O francês pentacampeão Cyril Despres terminou esta 10.a etapa na terceira posição, a mais de um minuto de Hélder Rodrigues. Com três etapas por cumprir, o português da Team HRC está agora a 19 minutos de chegar ao pódio, isto é, de apanhar o também espanhol da Red Bull Jordi Viladoms.

“Foi uma etapa em que sabia que tinha de atacar. As diferenças para quem estava à minha frente a atrás eram pequenas”, afirmou Rodrigues, após cortar a meta em Antofagasta, mostrando-se “satisfeito” com a prestação do dia e desejando manter-se “assim nos próximos dias.”

Sainz despista-se e abandona
Nos carros, a vitória desta quarta-feira sorriu a Nasser Al-Attiyah. O piloto do Qatar, ao volante da marca do momento no Dakar, um Mini, completou os 631 km do percurso entre Iquique e Antofagasta em 04h23min35seg – um tempo que lhe permite subir ao terceiro lugar da geral. A quase quatro minutos ficou o francês Stéphane Peterhansel, que procura no Dakar 2014 o sexto triunfo na antiga prova euro-africana agora disputada na América do Sul.

A 10.a etapa permitiu, contudo, a Peterhansel aproximar-se do líder da geral, o espanhol Nani Roma, que cortou a meta em terceiro, mas perdeu cerca de 10 minutos para o francês, que está agora a escassos 02min15seg do primeiro lugar e a apenas três dias da grande decisão, em Valparaíso.

A manchar o dia, por outro lado, está o abandono de Carlos Sainz. Vencedor do Dakar em 2010, o espanhol sofreu um acidente, ficou ferido de forma ligeira, mas o pior foi o carro, um Buggy SMG, que ficou em muito mau estado e obrigou Sainz a retirar-se, quando ocupava o 8.o lugar da geral, a mais de três horas de distância do compatriota Nani Roma.

Esta quinta-feira, disputa-se a 11.a etapa do Dakar2014, entre Antofagasta e El Salvador. São mais 605 km em território chileno.