Última hora

Última hora

Ministro das Finanças britânico diz que a UE naufragará se não se reformar

Em leitura:

Ministro das Finanças britânico diz que a UE naufragará se não se reformar

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro das Finanças britânico, George Osborne, defendeu nesta quarta-feira uma profunda renovação da União Europeia. Osborne advertiu que a Europa tem de escolher entre “reforma ou declínio”, em nome da competitividade. Na sua opinião, há que liberalizar a economia europeia, eliminar a burocracia e reduzir ao máximo o Estado do bem-estar, que corresponde a 50% da despesa global.

Osborne frisou que “O maior risco que a Europa enfrenta não vem daqueles que querem reformar e renegociar, mas sim da falta de reforma e renegociação”. Acrescentando que “É manter as coisas como antes que condena as nações europeias a uma contínua crise económica e ao declínio”, sublinhou que se a Europa não optar por uma reforma profunda, está condenada a afundar.

O ministro britânico advertiu que a economia europeia estagnou nos últimos seis anos, lembrando que no mesmo período de tempo, a economia chinesa cresceu em cerca de 70% e a indiana cresceu em um terço. Na sua opinião, a UE tem de confrontar com o facto de estar a ficar para trás e só uma reforma urgente permitirá competir com gigantes asiáticos como a Índia ou a China.