Última hora

Última hora

Tailândia: governo mantém contestadas eleições para 2 de fevereiro

Em leitura:

Tailândia: governo mantém contestadas eleições para 2 de fevereiro

Tamanho do texto Aa Aa

Continua o braço-de-ferro, na Tailândia, entre o governo e os manifestantes.

O executivo mantém as eleições para o dia 2 de fevereiro, isto apesar de a primeira-ministra Yingluck Shinawatra ter reunido com os partidos políticos e líderes de grupos da oposição, para discutir um eventual adiamento do escrutínio.

O governo argumenta que as eleições permitirão um regresso à normalidade num país há vários meses em convulsão.

Ainda esta quarta-feira, mais duas pessoas ficaram feridas, após confrontos com a polícia. Os manifestantes continuam, pelo terceiro dia consecutivo, a paralisar Banguecoque.

A frente antigovernamental, liderada pelo democrata Suthep Thaugsuban, quer substituir o governo por um “conselho popular”, não eleito, encarregue de pôr fim à corrupção do governo.