Última hora

Última hora

Alcoólicos trabalham a troco de cerveja

Em leitura:

Alcoólicos trabalham a troco de cerveja

Tamanho do texto Aa Aa

Cinco latas de cerveja, meio pacote de cigarros, uma refeição e dez euros é quanto estes homens recebem para recolher o lixo das ruas de Amesterdão. Alcoólicos crónicos, muitos deles perderam as famílias e os empregos devido à dependência. Graças a um programa da Rainbow Group Foundation, ganharam uma forma de ocupar o tempo, três dias por semana.

“No parque, o tempo é agradável e podemos beber imensa cerveja. Agora, venho para aqui e tenho algo para fazer. Não posso ficar apenas sentado. Quero fazer alguma coisa”, conta Karel Slinger, um alcoólico de 50 anos.

“Para muitos políticos, foi muito difícil aceitar a ideia de darmos álcool, mas não estamos a dar isso. Estamos a dar às pessoas um sentido de perspetiva, de pertença e a fazê-las sentir que necessitamos delas, que não as ostracizamos, porque estas são pessoas que vivem na nossa comunidade”, explica a autarca Fatima Elatik.

O programa surgiu para tentar acabar com os problemas que os alcoólicos causavam num parque. Antes, a Câmara Municipal desenvolveu, sem êxito, programas de policiamento, prevenção e tratamento, que custavam um milhão de euros por ano.