Última hora

Última hora

Exército deve atacar "negócio do lixo" da máfia italiana

Em leitura:

Exército deve atacar "negócio do lixo" da máfia italiana

Tamanho do texto Aa Aa

O exército é a resposta do Governo italiano para acabar com os negócios do lixo realizados pela máfia na região de Campania. O decreto está escrito. Falta a aprovação do Parlamento.

De acordo com o grupo ambientalista “Legambiente”, a máfia terá enterrado, durante 22 anos, dez milhões de toneladas de lixo tóxico entre Nápoles e Caserta, zona batizada como o “triângulo da morte”. Os habitantes da área sofrem as consequências. “Todos os dias, vemos crianças, bebés e mulheres que adoecem. Não entendemos. Não sabemos se isto é uma coisa normal da vida ou não. Estamos cansados. A máfia destruiu-nos”, afirma um cidadão. “Vivemos entre a dor e a esperança, entre o desespero e a esperança de que algo possa alterar esta situação”, conta outro residente.

A Organização Mundial de Saúde referiu que anomalias congénitas e mortes por cancro estão relacionadas com a exposição a que os habitantes estão sujeitos. Segundo, o Instituto Nacional de Oncologia Pascale, o número de tumores aumentou 40% entre as mulheres da região e 47% entre os homens.

O Ministério da Saúde prometeu 50 milhões de euros para um rastreio massivo.