Última hora

Última hora

Pedofilia: Santa Sé escrutinada pelas Nações Unidas

Em leitura:

Pedofilia: Santa Sé escrutinada pelas Nações Unidas

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez a Santa Sé é o alvo de um escrutínio público. Em Genebra, perante o Comité das Nações Unidas para os Direitos das Crianças, o Vaticano afirmou não existir “desculpa possível para os casos de pedofilia e violência contra menores no interior da igreja católica”.

O órgão da ONU avalia como a Santa Sé está a cumprir a convenção dos direitos das crianças.

“A Santa Sé está também empenhada a ouvir atentamente as vítimas de abusos e a responder às consequências que esses episódios tiveram nos sobreviventes e nas famílias”, declarou Silvano Tomasi, chefe da delegação do Vaticano.

Um representante da Rede de Sobreviventes dos Abusos dos Padres (SNAP) explica o que gostariam que acontecesse. “Gostaríamos de criar uma cultura em que as pessoas podem colocar questões para serem protegidas, para que mais ninguém sofra o que nós sofremos. Por isso, não haverá justiça para nós, mas felizmente, haverá justiça para as gerações futuras”, declarou Miguel Hurtado.

A autoridade moral da igreja foi minada nos últimos anos pelos escândalos sexuais revelados em vários países. A alta hierarquia do Vaticano tenta agora minimizar os estragos.