Última hora

Última hora

Washington prepara-se para desbloquear ajuda ao Egito

Em leitura:

Washington prepara-se para desbloquear ajuda ao Egito

Tamanho do texto Aa Aa

O Congresso dos Estados Unidos prepara-se para levantar as restrições à ajuda militar e económica ao Egito e retomar um apoio cifrado em 1,5 mil milhões de dólares anuais.

Depois do golpe militar que depôs o presidente islamita, Mohamed Morsi, no ano passado, Washington congelou grande parte da ajuda ao Egito, na sua maioria, material bélico.

Realizado o referendo, o apoio promete ser retomado, apesar das dúvidas sobre o futuro do país do norte de África.

Segundo Steven Cook, membro do grupo de reflexão Council on Foreign Relations, “a democracia, o processo democrático é longo e a trajetória atual do Egito não inspira muita confiança ou esperança em que o país se transforme numa democracia. Apesar disso, Washington continua a ter importantes interesses estratégicos no Egito e é por isso que a administração decidiu avançar e está à procura de formas para continuar a trabalhar com o Egito”.

Cook acrescenta que “Washington tem sido consistente nos seus esforços para respeitar a vontade do povo egípcio” e que “os problemas em que o Egito se meteu, são problemas que foram os próprios egípcios a criar”, uma referência às eleições livres que colocaram no poder os agora “terroristas” da Irmandade Muçulmana.

Segundo o correspondente da euronews, Stefan Grobe, em Washington “há a ideia que a administração Obama desistiu da transição democrática no Egito. A retoma da ajuda financeira é vista como um esforço para preservar o que resta da influência norte-americana no país mais populoso do mundo Árabe”.