Última hora

Última hora

Governo ucraniano vai reprimir manifestantes

Em leitura:

Governo ucraniano vai reprimir manifestantes

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos protestos, ou por causa deles, a maior parte das leis que endurece as sanções contra manifestantes na Ucrânia entra em vigor às 00h00 de quarta-feira.

A nova legislação, promulgada na semana passada pelo presidente Viktor Ianukovitch, foi publicada hoje no jornal oficial. Submete os manifestantes a multas pesadas e penas de prisão que podem chegar aos 15 anos.

O presidente fez uma declaração ao país:

“Lanço um apelo ao diálogo, para um compromisso, para a calma no nosso querido país. Acredito no povo ucraniano. Estou confiante sobre a sabedoria do nosso povo. E estou pronto para servir as pessoas e com boa fé até o meu último suspiro, enquanto as pessoas confiarem em mim.”

Longe de acalmar o espírito, o anúncio da entrada em vigor das leis repressivas mantém viva a contestação nas ruas e a violência ameaça perigosamente a estabilidade do país.

Viktor Yanukovich apelou a um compromisso enquanto a polícia e os manifestantes entraram em confronto novamente nas ruas.

Três dezenas de pessoas foram detidas.

“Nós não queremos guerra ou quaisquer decisões radicais, mas o nosso governo obriga-nos a reagir. Ele está contra o povo ucraniano. Todos os meus amigos e família apoiam o protesto, ninguém quer vítimas.”

A Rússia condena apoio “indecente” de alguns governos europeus à oposição ucraniana.

  • Ukraine: stand-off

    21/01/2014-Anadolu agency