Última hora

Última hora

Rússia: Caça aos terroristas a menos de um mês dos Jogos Olímpicos de Inverno

Em leitura:

Rússia: Caça aos terroristas a menos de um mês dos Jogos Olímpicos de Inverno

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia russa matou um militante sénior islâmico num tiroteio no norte do Cáucaso. Uma operação que visa diminuir o risco de ameaças nos jogos de inverno, no próximo mês, em Sochi.

No domingo, um grupo do Daguestão colocou um vídeo na internet reivindicando a autoria de atentados mortais, no mês passado, em Volvogrado e ameaçou fazer o mesmo durante as competições.

As forças de segurança russas lançaram também uma caça a três potenciais mulheres terroristas suicidas, que se acredita estarem em Sochi.

As Autoridades russas culpam as chamadas “viúvas negras”, de insurgentes mortos, de anteriores ataques suicidas no país. Há mais de uma década que estas mulheres são responsáveis por alguns dos piores atentados na Rússia. Em 2010, várias explosões no metro de Moscovo mataram, pelo menos, 40 pessoas. O atentado foi atribuído a estas mulheres.

Os EUA já prometeram, ao governo russo, apoio aéreo e naval se necessário. Washington também ofereceu a tecnologia, usada no Afeganistão, para evitar bombas nas estradas.