Última hora

Última hora

EUA: Texas executa mexicano apesar de pressões do governo federal

Em leitura:

EUA: Texas executa mexicano apesar de pressões do governo federal

Tamanho do texto Aa Aa

Edgar Tamayo Arias, mexicano de 46 anos, foi executado esta quarta-feira, no Texas, nos Estados Unidos, por injeção legal.

A execução do mexicano, condenado pela morte de um polícia em 1994 em Houston, ocorreu apesar dos apelos, intervenções judiciais e diplomáticas, como John Kerry.

Para a família da vítima, foi feita justiça, apesar das pressões.

“Estamos aqui para lembrar ao público quem é a verdadeira vítima, neste crime, e alertar o público de que John Kerry não tem o direito de tentar mudar as chaves do Supremo Tribunal e entregá-las à comunidade internacional”, alerta o irmão de Guy Gaddis, o polícia assassinado em 1994.

Do outro lado da fronteira, no México, a família de Tamayo Arias recebeu a notícia da execução com consternação.

A defesa alega que o mexicano foi privado dos seus direitos consulares, uma clara violação da Convenção de Viena, que estipula que todo o cidadão estrangeiro deve poder informar e receber assistência dos representantes do seu consulado.