Última hora

Última hora

Cessar-fogo do Sudão do Sul

Em leitura:

Cessar-fogo do Sudão do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Representantes do Governo do Sudão do Sul e dos rebeldes assinaram um acordo de cessar-gofo que, nos seus próprios termos, deve ser implantado, num prazo de 24 horas.

O acordo foi rubricado em Adis Abeba, a capital da Etiõpica, pondo fim a um processo de negociações, iniciado há três semanas.

Nascido de uma divisão do antigo Sudão, o Sudão do Sul estava à beira de uma guerra civil, que se vinha juntar a uma das maiores crises humanitárias. Há neste momento meio milhão de refugiados.

O conflito nasceu da rivalidade entre o antigo-vice-Presidente, Riek Machar e o presidente Salva Kiir.

Esta rivalidade política ressuscitou velhas questões étnicas. O presidente Kiir pertence à etnia Dinka e o o seu opositor, aos Nuer.

Nos termos do acordo, o Governo compromete-se a libertar, de imediato, os rebeldes presos. Em troca, as milícias de Machar terminam as hostilidades.