Última hora

Última hora

Dois "Franciscos" no Vaticano

Em leitura:

Dois "Franciscos" no Vaticano

Tamanho do texto Aa Aa

Um encontro de dois “Franciscos”: François Hollande, o presidente francês, visitou pela primeira vez a Santa Sé para uma audiência de pouco mais de meia hora com o Papa Francisco.

François, o laico, é um pecador aos olhos dos católicos, tanto pelas alegadas infidelidades como pela promulgação do “casamento para todos”, o matrimónio entre pessoas do mesmo sexo, o aborto ou ainda os planos para regulamentar a eutanásia, o suicídio assistido, num diploma sobre o fim da vida que deve ser discutido este ano.

Hollande garantiu ao Papa que a “França defende, em todo lado, a liberdade religiosa” porque é “a pátria dos direitos do Homem e portanto da liberdade” em todas as suas declinações.

Família, bioética, respeito das comunidades religiosas e a proteção dos locais de culto foram alguns dos temas da conversa dominada, no plano internacional, pela guerra na Síria e as intervenções no Mali e na República Centro Africana.

Após uma troca de presentes, Francisco, o Papa jesuíta, abraçou o missionário francês libertado em dezembro nos Camarões depois de um mês e meio de cativeiro.