Última hora

Última hora

: Erdogan: "não recebo ordens de ninguém"

Em leitura:

: Erdogan: "não recebo ordens de ninguém"

Tamanho do texto Aa Aa

A pouco mais de dois meses das eleições autárquicas, o chefe de governo turco propõe congelar parte do projeto de lei sobre a reforma do sistema judicial.

Em causa está parte do texto relativo ao Conselho Superior de Juízes e Procuradores, órgão máximo judicial administrativo da Turquia.

Acusado de ter cedido à pressão internacional, Recep Tayyip Erdogan afirma que não recebe ordens de ninguém.

Encarado como uma forma de limitar a independência dos magistrados e de abafar os casos de corrupção, o texto foi criticado pelos Estados Unidos e pela União Europeia.

Euronews: “A crise com os magistrados parece para já adiada, depois de o governo ter feito marcha atrás. A redação de uma nova Constituição volta, agora, à ordem do dia.”