Última hora

Última hora

Como combater a salinidade dos solos?

Em leitura:

Como combater a salinidade dos solos?

Tamanho do texto Aa Aa

Investigadores da Universidade da Tasmânia, na Austrália, estão a desenvolver culturas resistentes ao sal.

A salinidade do solo afeta enormes áreas de cultivo no mundo inteiro.

Estima-se que, a cada minuto que passa, três hectares de terra são inutilizados devido à excessiva concentração de sais.

O professor Sergey Shabala, responsável pela investigação, defende que é necessário mudar a nossa forma de praticar a agricultura.

“Temos de ultrapassar a ideia atual das terras aráveis e ir para áreas que não são tão adequadas para a agricultura”, defende o investigador australiano.

O excesso de sal nos solos causa uma diminuição da nutrição das plantas. Para os cientistas da Universidade da Tasmânia a solução passa pela manipulação genética.

“O que estamos a fazer é isolar um gene da planta e a integrá-lo na nova variedade sem mudar as características de base da nova variedade”, explica Meixue Zhou, um dos investigadores do projeto.

Há genótipos de variedades de cevada e trigo naturalmente resistentes a ecossistemas salinos. Esses genótipos são classificados como “dadores tolerantes” e são usados para criar espécies resistentes ao excesso de sal.

Os cientistas australianos acreditam que essas plantas geneticamente manipuladas poderão ser cultivadas em áreas salinas e irrigadas com águas residuais tratadas.