Última hora

Última hora

Quatro Grammys para um lusodescendente

Em leitura:

Quatro Grammys para um lusodescendente

Tamanho do texto Aa Aa

Guy-Manuel de Homem-Christo é o lusodescendente que, ao lado de Thomas Bangalter, forma a dupla Daft Punk, as personagens com capacetes de robôs premiados com quatro galardões nos Grammys Awards deste ano, pelo álbum “Random Access Memories”.

Homem-Christo nasceu em Paris, a 8 de fevereiro de 1974. Bisneto de Francisco-Manuel de Homem-Cristo Filho, um escritor português com projecção internacional, descrito por vários historiadores como o “primeiro autêntico e indiscutível fascista português”, como referido pelo RollingStone Music, e amigo íntimo de Benito Mussolini.

A figura de Homem Cristo é ainda reconhecida pela reputação do trisavô, principalmente pelos habitantes de Aveiro. O valor e destaque do trabalho do notável jornalista, fundador do semanário “O Povo de Aveiro”, valeu-lhe entre outras homenagens a de patrono de uma escola secundária da cidade aveirense. Além da escola, há uma rua que se chama Homem Cristo, um nome de família que parece destinado a ficar marcado na memória dos portugueses.

Os Daft Punk já tinham ganho dois Grammys em 2009, na categoria de Melhor Gravação Dance e Melhor Álbum de Eletrónica ou Dance com “Alive 2007” e nomeados por várias vezes para este galardão. O sucesso parece ir de vento em popa. Cinco anos depois, o grupo de música eletrónica volta a brilhar na 56ª edição dos prémios de música, em Los Angeles, Califórnia, ao ser contemplado com quatro Grammys.

Daft Punk destacaram-se nas categorias de Melhor Gravação do Ano e Melhor Atuação Pop em Duo ou Grupo com “Get Lucky” e impuseram-se nas de Melhor Disco de Música Eletrónica ou Dança e Melhor Álbum do Ano, o Grammy mais desejado, com “Random Access Memories”. Além destes quatro prémios, o grupo foi ainda reconhecido na categoria de melhor engenharia, um prémio, porém, dirigido aos técnicos e não aos artistas.