Última hora

Última hora

Morreu um dos símbolos históricos da extrema-direita espanhola

Em leitura:

Morreu um dos símbolos históricos da extrema-direita espanhola

Tamanho do texto Aa Aa

Blás Piñar (1918-2014) morreu na madrugada desta terça-feira, aos 95 anos. Símbolo histórico da extrema-direita espanhola e um dos maiores apoiantes da ditadura de Francisco Franco (1936-1975), fundou o movimento “Fuerza Nueva” em 1966 e, após o estabelecimento da democracia em Espanha, formalizou-o em 1976 como o partido político representativo da extrema-direita no país, sob o lema “Deus, Pátria e Justiça.”

Formado em Direito, Blás Piñar nasceu em Toledo a 22 de novembro de 1918 e, atualmente, já estava retirado da vida política ativa, mantendo-se apenas como colunista e escritor – lançou inclusive um livro de poesia no ano passado. O último artigo de opinião escreveu-o na passada sexta-feira.

O funeral de Blas Piñar será “estritamente familiar”, informou o filho do antigo político, também batizado Blás Piñar, o qual confirmou ter o pai morrido em Madrid e rodeado pela família.