Última hora

Última hora

O braço-de-ferro nas ruas de Kiev

Em leitura:

O braço-de-ferro nas ruas de Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Segundo a correspondente da euronews em Kiev, “a bola está agora do lado da oposição. A demissão do primeiro-ministro Azarov abre caminho para os líderes da contestação assumirem as rédeas do governo e enfrentarem os problemas que conduziram à crise”.

A demissão foi particularmente celebrada entre Praça da Independência e a Praça da Europa (Maidan Square), ao longo do quilómetro onde os pró-Ocidente estão entrincheirados.

Palavra de manifestante, agora “deve ser formado um governo do povo. O passo seguinte é a demissão do presidente e a convocação de eleições presidenciais e legislativas”.

O braço-de-ferro ganha força nas ruas. Os partidários do regime de Ianukovitch concentraram a poucas centenas de metros da Praça da Europa, no Parque Mariyinsky, próximo do Parlamento.

“Stop Maidan”, lê-se nos cartazes dos apoiantes do partido das Regiões que veem nos protestos uma “conspiração da CIA para assumir o controlo do país”.