Última hora

Última hora

Portugal com forte adesão à greve europeia de controladores aéreos

Em leitura:

Portugal com forte adesão à greve europeia de controladores aéreos

Tamanho do texto Aa Aa

A greve dos controladores de tráfego aéreo portugueses, esta quarta-feira, teve uma forte adesão e causou atrasos e cancelamentos de vôos, segundo a TAP e a comissão de trabalhadores.

O protesto foi feito no âmbito de um dia de luta a nível europeu, com sindicalistas de várias países a manifestarem-se junto ao Parlamento Europeu, em Bruxelas.

Um manifestante vindo de Malta, Terence Galea, disse à euronews que “querem forçar as empresas deste setor a reduzirem os custos, mas isso representa um risco na prestação de serviços de tráfego aéreo de qualidade. No final das contas, haverá menos segurança no espaço aéreo”.

A greve, que se prolonga até quinta-feira, passa pela redução da atividade em alguns períodos do dia e afeta 12 países da UE.

O presidente da associação europeia dos sindicatos do setor (ATCEUC), Volker Dick, afirma que “vamos perder cerca de dez mil postos de trabalho, algo que os sindicatos não podem absolutamente aceitar”.

Para reduzir os custos ao nível estatal, Bruxelas está a discutir um pacote europeu chamado “Céu Único”, que prevê a redução de algumas rotas e a entrega de parte dos serviços ao setor privado.

Além de Portugal, a greve decorre na Áustria, Bulgária, Chipre, Eslovénia, Eslováquia, França, Grécia, Hungria, Itália, Malta e República Checa.