Última hora

Última hora

Ucrânia: Parlamento debate amnistia a detidos nos protestos

Em leitura:

Ucrânia: Parlamento debate amnistia a detidos nos protestos

Tamanho do texto Aa Aa

Os deputados do Parlamento ucraniano já estão reunidos naquele que é o segundo dia da sessão parlamentar extraordinária para debater a amnistia aos manifestantes detidos durante os protestos das últimas semanas.
Esta é uma condição fundamental imposta pela oposição para acabar com as manifestações e levantamento das barricadas montadas na cidade de Kiev.

Os deputados da Rada Suprema vão discutir dois projetos de lei: um deles apresentado pela oposição (mais radical, e pede a libertação imediata dos detidos, além disso, quer que os elementos da força de segurança que torturam e usaram de força excessiva nos protestos sejam levados à justiça); o outro projeto, apresentado pelo partido que suporta o governo e o presidente Ianukovitch (defende uma amnistia generalizada, mesmo para os elementos da força de segurança).

A sessão parlamentar extraordinária de ontem ficou marcada pela demissão do Governo e a revogação das leis que reprimiram os protestos.

Nas ruas de Kiev houve aplausos às mudanças desta terça-feira, mas os manifestantes continuam com muitas reservas porque querem ver concretizada a amnistia aos detidos durante os protestos. Além disso, exigem mudanças de fundo no sistema político do país.

Entretanto, a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton está em Kiev onde vai reunir-se com Ianukovitch e com os líderes da oposição.