Última hora

Última hora

Lenovo compra Motorola ao Google

Em leitura:

Lenovo compra Motorola ao Google

Tamanho do texto Aa Aa

A divisão de telemóveis da Motorola passa para as mãos dos chineses Lenovo. Google vende o negócio por 2,9 mil milhões de dólares, dois anos depois de o ter adquirido por mais de 12 mil milhões.

Mas Google guardará a maioria das patentes, considerado o ativo mais valioso da Motorola, podendo usá-las para proteger o sistema Android, tal como explica Peter Thal Larsen, editor da Reuters: “As patentes eram o que mais interessava ao Google, que já tinha vendido a unidade de fabrico descodificadores por dois mil milhões de dólares. Tiveram também um milhão de dólares de deduções fiscais com a compra da Motorola. E a empresa tinha três mil milhões de dólares de tesouraria, que Google vai guardar”.

As acções Lenovo afundaram mais de 8%, devido aos receios de uma sobreavaliação da Motorola.

Mas para o presidente da Lenovo o negócio permite uma expansão para lá do mercado chinês de “smartphones”, acentuando a concorrência à Samsung e à Apple.

A Lenovo é o maior produtor mundial de computadores pessoais. A divisão representa 80% das receitas e o grupo comprou na semana passada a unidade de servidores à IBM.

Mas com a aquisição da Motorola, a Lenovo vai deter uma quota de 6% no mercado dos “smartphones”, uma divisão na qual regista um forte crescimento.