Última hora

Última hora

A campanha "antieleitoral" na Tailândia

Em leitura:

A campanha "antieleitoral" na Tailândia

Tamanho do texto Aa Aa

Em Banguecoque, prossegue a campanha “antieleitoral” da oposição tendo em vista as legislativas antecipadas deste domingo.

As elites urbanas que se opõem ao poder da família Shinawatra querem que seja instaurado um “conselho do povo” para reformar o sistema político antes de eleger um novo parlamento.

No modelo atual, o apoio da população pobre do norte rural da Tailândia é suficiente para garantir a reeleição de Yingluck Shinawatra, irmã do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, que vive exilado desde o golpe de Estado de 2006.

O estado de emergência foi decretado na semana passada e a comissão eleitoral já disse que não hesitará em fechar mesas de voto se a violência eclodir durante o ato eleitoral.

Desde o início desta nova vaga de contestação, no final de novembro, já morreram 10 pessoas nos protestos na Tailândia.