Última hora

Última hora

Tailândia: Eleitores impedidos de votar nas legislativas

Em leitura:

Tailândia: Eleitores impedidos de votar nas legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

Na Tailândia, as assembleias de voto encerraram no meio de grande agitação porque nem todos conseguiram votar. Os apoiantes do atual governo acusam a polícia de apoiar a oposição e de tê-los, deliberadamente, impedido de exercerem o seu direito de voto.

Quase quinhentas assembleias de voto, só na capital, Banguecoque, tiveram de ser encerradas enquanto manifestantes tentavam boicotar as eleições.

Ainda assim, o Presidente da Comissão Nacional de Eleições explica que a votação realizou-se em cerca de 89 por cento das assembleias, espalhadas pelo país.

A contagem de votos já começou mas os resultados serão inconclusivos. As autoridades marcaram para 23 de fevereiro nova votação para aqueles que não conseguiram votar, incluindo candidatos de nove províncias do sul do país. Não se esperam, por isso, resultados definitivos nas próximas semanas.

Apesar disso, com a principal formação da oposição, o Partido Democrata, a boicotar a votação, espera-se que Yingluck Shinawatra, a primeira-ministra cessante, vença sem problemas a eleição.

Yingluck é irmã de Thaksin Shinawatra, o ex-chefe do executivo, agora no exílio que é acusado, pela oposição, de continuar a governar na sombra.