Última hora

Última hora

Philip Seymour Hoffman: 1967-2014

Em leitura:

Philip Seymour Hoffman: 1967-2014

Tamanho do texto Aa Aa

Era um dos maiores atores da sua geração. Philip Seymour Hoffman morreu no Domingo em Nova Iorque. Tudo indica vítima de uma overdose.

A última aparição pública data de há duas semanas, durante a promoção do seu último filme “A most wanted man”, baseado num romance de John Le Carré.

Durante o Festival Sundance,Hofmman falou na forma como incarnava os papéis.

“É sempre o mesmo desafio:é preciso respeitar a história e iluminar a personagem de uma forma que seja surpreendente”, disse na altura.

O ator norte-americano trabalhou em vários filmes de de Paul Thomas Anderson. Em Boogie Nights – jogos de Prazer” de 1997, incarnava o papel de um técnico de som homossexual.

A formação teatral desempenhou um papel importante na forma como incarnava as personagens.

A sua prestação foi notada
em Magnólia, de 1999, também realizado por Anderson.

Em 2006, ele ganhou o óscar de melhor ator pela forma como incarnou Truman Capote no filme de Bennett Miller.

“É uma perda tremenda porque é um dos maiores atores da nossa geração e da geração dele. Era extremamente versátil, não havia papel que ele não pudesse fazer. Fez comédia, tragédia e todos os géneros intermediários”, disse o crítico de cinema norte-americano Leonard Martin.

Ao longo da carreira, Hoffman recebeu também três nomeações para melhor ator secundário.

A primeira foi pelo papel desempenhado em Jogos de Poder, onde incarnava um agente da CIA que ajuda um congressista a apoiar secretamente os rebeldes no Afeganistão.

Em “Dúvida” incarna o papel de um padre nos anos 60 que tenta acabar com costumes rígidos de uma escola e que é perseguido pela diretora.

Hoffman obtém grandes elogios pelo papel em “O mentor”, novamente num filme de Thomas Anderson inspirado no movimento da Cientologia.

“Ele adorava o teatro e o palco onde começou a carreira, mas gostava também dos grandes sucessos como os “Jogos da Fome”, sublinhou Leonard Martin.

O ator fez parte do elenco da segunda parte da trilogia “Os jogos da fome”, que estreou em Portugal no final de 2013.

Philip Seymour Hoffman tinha 46 anos, era casado e pai de três filhos pequenos.
Na Internet, as homenagens sucedem-se. Jim Carrey afirmou: “para os mais sensíveis entre nós, o ruído pode ser demais”.