Última hora

Última hora

The Corner: Inglaterra e Espanha com novos líderes

Em leitura:

The Corner: Inglaterra e Espanha com novos líderes

Tamanho do texto Aa Aa

O futebol europeu entrou em fevereiro sob o signo da incerteza, com a excepção óbvia da Alemanha, onde o Bayern de Munique segue imparável rumo ao 24º título na Bundesliga.

Os bávaros presentearam o Eintracht Frankfurt com uma mão cheia de golos, o que a juntar à vitória em Estugarda a meio da semana a contar para um jogo em atraso da 17ª jornada, se traduz numa vantagem de 13 pontos para o Bayer Leverkusen.

Na Premier League, o Arsenal cumpriu a sua obrigação e impôs-se ao Crystal Palace por dois golos sem resposta. Alex Oxlade-Chamberlain bisou e voltou aos golos depois de um longo período afastado dos relvados com uma lesão no joelho esquerdo.

Um triunfo que recolocou os londrinos na liderança, uma vez que o Manchester City foi surpreendido em casa pelo Chelsea. A equipa de José Mourinho dominou do início ao fim e devia ter vencido por uma margem bem mais confortável. Branislav Ivanović apontou o tento solitário da partida, Eto’o, Matic e Cahill acertaram todos no ferro da baliza de Joe Hart.

O Arsenal tem agora dois pontos de vantagem sobre City e Chelsea.

Em Espanha, continua a luta a três, agora com um novo líder. O Barcelona, que somava 25 vitórias consecutivas no Camp Nou foi surpreendido pelo Valência. A equipa de Juan Antonio Pizzi, com Ricardo Costa a jogar os 90 minutos no eixo da defesa, venceu por 3-2.

Um resultado que afastou, pela primeira vez esta temporada, os catalães do comando da tabela.

Quem aproveitou a escorregadela do Barça para tomar de assalto a liderança da Liga foi o Atlético de Madrid. Os “colchoneros” homenagearam Luis Aragonés com uma vitória por 4-0 frente à Real Sociedad.

Uma goleada ao som do samba, com golos de David Villa, Diego Costa, Miranda e Diego, que fez o gosto ao pé no seu regresso aos “colchoneros”.

Já o Real Madrid, podia ter ultrapassado o Barcelona mas não foi além de um empate em Bilbao. Jesé Rodríguez até colocou os “merengues” em vantagem mas Ibai Gómez garantiu um ponto para os bascos.

Cristiano Ronaldo acabou por ser expulso por alegada agressão a um defesa contrário a um quarto de hora do apito final.

O Atlético está agora isolado no comando com 57 pontos, mais três que Barcelona e Real, mas ainda há muito campeonato pela frente.

Na Serie A a Juventus continua sem rivais à altura e venceu o Inter no “derby d’Italia” por 3-1.

Semana de brindes em Portugal

Em Portugal ninguém se ficou a rir na 17ª jornada com os três grandes a perderem pontos.

O líder Benfica não foi além de um empate em Barcelos, com Cardozo a desperdiçar uma grande penalidade já nos descontos. Já o Sporting não foi além de um nulo na recepção à Académica e perdeu ainda William Carvalho para o dérbi da Luz. O médio viu o quinto amarelo da temporada.

Já o FC Porto voltou a desiludir e perdeu pela margem mínima no caldeirão dos Barreiros frente ao Marítimo.

No campeonato holandês, Steve de Ridder ajudou o Utrecht a colocar um ponto final a uma série de oito vitórias consecutivas do Ajax.

A equipa de Amesterdão até entrou melhor e colocou-se em vantagem com um golo de Daley Blind mas o atacante belga estabeleceu o resultado final ainda antes do descanso.

O Vitesse empatou a uma bola em Roterdão e continua a dois pontos do Ajax.