Última hora

Última hora

Above and Beyond: salto para o desconhecido

Em leitura:

Above and Beyond: salto para o desconhecido

Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de DJs ingleses, os Above and Beyond, decidiram trocar os auscultadores e gira-discos por harpas, pianos e violinos. O resultado é um novo álbum denominado “Acoustic” contendo vários dos seus temas favoritos agora com arranjos orquestrais.

Tony McGuinness, cantor e guitarrista, afirma “para nós foi um salto gigantesco porque não se tratou apenas de trocar guitarras elétricas por guitarras acústicas; nós trocámos os sintetizadores, sequenciadores e caixas de ritmo por pedaços de madeira com cordas. Não sabíamos se as pessoas iam sentir a falta das partes do tema original que já conheciam e gostavam. Por outro lado, será que a nova versão ia convencer o público. Essa era a grande questão”.

Em “Acoustic”, o trio coloca de lado os gira-discos e luzes da ribalta revelando conhecimentos e formação clássica. O grupo trabalha com três cantores, um quarteto de cordas, harpista, baterista e baixista. Tony McGuinness canta, toca guitarra, bandolim e cavaquinho. Paavo Siljamäki toca piano de cauda, vibrafone e violoncelo, enquanto Jono Grant se encarrega do piano Rhodes, guitarra e vibrafone.

A questão é saber se vão regressar à música electrónica ou enveredar em definitivo pela via acústica.

“Ser DJs e produzir música electrónica é o nosso dia a dia. Isto é algo que fazemos em paralelo. Por outro lado, não é nada prático pois não é fácil fazer digressões com quinze pessoas. Nesse sentido, fazer DJing é mais fácil e viável” afirma McGuinness.

“Acoustic,” acaba de ser publicado.

PARA SABER MAIS:

www.aboveandbeyond.nu
ultramusic.com/artist/above-beyond/