Última hora

Última hora

Christie's cancela venda de quadros de Miró do Estado português

Em leitura:

Christie's cancela venda de quadros de Miró do Estado português

Tamanho do texto Aa Aa

A leiloeira Christie’s cancelou a venda dos 85 quadros do pintor catalão, Joan Miró, que o governo português pretendia vender para encaixar 36 milhões de euros. As obras são provenientes da coleção do antigo BPN, nacionalizado pelo Estado. A decisão foi tomada depois do Ministério Público português ter entregado, no Tribunal Administrativo de Lisboa, uma providência cautelar sobre a venda dos quadros. Esta instância já se pronunciou, considerando a venda aceitável, ainda assim as incertezas jurídicas fizeram a leiloeira recuar.

Para o executivo de Passos Coelho a coleção Miró não é uma prioridade. O Secretário de Estado da cultura afirmou que a cultura tem de ser solidária com a redução da despesa do Estado e que, os quadros pertencem a duas sociedades anónimas e têm um papel a cumprir na compensação do buraco do BPN.

A não se realizar o leilão, o Estado português poderá ter de indemnizar a leiloeira que custeou o transporte e seguros das obras.