Última hora

Última hora

Escutas no diálogo entre as Farc e o governo colombiano

Em leitura:

Escutas no diálogo entre as Farc e o governo colombiano

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Colômbia ordenou uma investigação para averiguar a existência de espionagem na delegação do governo que conduz as conversações de paz com os rebeldes das Farc.

Elementos da inteligência militar interceptaram comunicações de telefone celular de representantes do governo nas conversações com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

“Que se investigue até onde puderem e que vão até ao fim para saber quem está por detrás disso”.

As negociações de paz com as Farc começaram em novembro de 2012, e estão em andamento em Cuba, e será tema de campanha nas eleições de maio, na qual Santos tentará a reeleição.

As escutas foram realizadas a partir de um restaurante de Bogotá e um telecentro adjacente usado como base da operação.

As conversações de paz do governo com os líderes da rebelião são realizadas em segredo, o que as duas partes estão respeitando, com exceção de breve comunicados divulgados sobre os avanços do diálogo.

A guerrilha dura há cinco décadas, um conflito que já fez mais de 200.000 mortos e milhões de deslocados.