Última hora

Última hora

BCE mantém juros em 0,25%

Em leitura:

BCE mantém juros em 0,25%

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou esta quinta-feira a manutenção da taxa de juro de referência no mínimo histórico de 0,25%, evitando alterar a política monetária enquanto espera novas estimativas económicas no próximo mês, para fazer a avaliação do risco de deflação na Zona Euro. Segundo o presidente do BCE, Mario Draghi, é necessário avaliar melhor a situação.

“Grande parte da descida da inflação – na inflação de base – vem atualmente dos quatro países sob programa de ajustamento: Espanha, Portugal, Irlanda e Grécia. Isto traduz mais um relativo ajustamento de preços do que um fenómeno de deflação. Tentei dar-vos uma ideia de como a situação é complexa, o que explica porque razão, antes de hoje tomarmos qualquer decisão, devemos esperar”.

A inflação na zona euro está abaixo de 1% há quatro meses. Dados de dezembro da Eurostat registam 0,3% de inflação para Espanha, ,0,2% em Portugal e Irlanda, com a Grécia em negativo, com menos 1,8%. Nestes países as pessoas passaram a fazer menos despesas, levando a uma diminuição da inflação. No caso da Grécia, os preços registam uma queda dramática.

O presidente do BCE tem alertado para uma zona de perigo da inflação, abaixo de 1%. O BCE cortou os juros em novembro, depois da inflação da Zona Euro ter desacelerado a 0,7 por cento em outubro. Em janeiro a inflação atingiu mais uma vez 0,7 por cento, o que fez crescer as expetativas quanto às novas estimativas.

Na conferência de imprensa desta quinta-feira, Draghi ressalvou que “A recuperação moderada da economia da Zona Euro prossegue em conformidade com as avaliações precedentes”.

Segundo o presidente do BCE, as antecipações de inflação a médio e longo termo para a Zona Euro estão solidamente ancoradas a um nível compatível com o objetivo do BCE de manter a inflação a taxas inferiores, mas próximas de dois por cento.