Última hora

Última hora

Irlanda julga os suspeitos da crise financeira de 2008

Em leitura:

Irlanda julga os suspeitos da crise financeira de 2008

Tamanho do texto Aa Aa

Entre fortes medidas de segurança e muita expetativa, a Irlanda senta no banco dos réus três importantes antigos executivos do Anglo Irish Bank acusados de fraude. O julgamento, em Dublin, dá rosto aos suspeitos da crise que levou ao colapso da instituição, salva pelo governo em 2009 com o investimento de 30 mil milhões de euros dos contribuintes. Um ano depois, afogado pela dívida, o país pediu um resgate à União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional de 85.000 milhões de euros, que deixou em dezembro passado com sucesso.

Este é já considerado um dos mais complexos julgamentos da história do crime financeiro na Europa. As acusações estão relacionadas com a prestação ilegal de apoio financeiro, a 16 pessoas, com o objetivo destas adquirirem ações do Anglo Irish Bank durante o ano de 2008.

Centenas de testemunhas e milhares de documentos vão ser apresentados ao longo de seis meses de processo, que será conduzido por 15 juízes.