Última hora

Última hora

Sochi 2014: Líquidos e pastas de dentes sob alerta na véspera dos jogos

Em leitura:

Sochi 2014: Líquidos e pastas de dentes sob alerta na véspera dos jogos

Tamanho do texto Aa Aa

Com a bandeira olímpica hasteada e a tocha acesa também já presente, Sochi está a postos para abrir esta sexta-feira, ao início da noite, os XXII Jogos Olímpicos de Inverno, nos quais vão estar presentes dois esquiadores em representação de Portugal: a luso-suíça Camille Dias e o luso-francês Arthur Hansen. Avisos de segurança continuam, contudo, a centrar atenções.

As autoridades russos advertiram as companhias aéreas que estabelecem as ligações com Sochi para não permitirem o transporte de líquidos na bagagem de mão levada para a cabine dos aviões. Os Estados Unidos, entretanto, acrescentaram mais um alerta: o departamento de segurança norte-americano avisa que os tubos das pastas de dentes são invólucros potenciais para carregar explosivos e normalmente são aceites na bagagem de mão.

Com a tensão a manter-se em volta de Sochi também por causa de alguns dos conflitos diplomáticos russos na região, a Geórgia, um dos países que mantém uma controvérsia com moscovo há vários anos, já instalou a delegação desportiva na aldeia olímpica. O conflito político entre os dois países agravou-se nas ultimas semanas devido ao alargamento do perímetro de segurança russo para a região de Abkhazia, entre a Rússia e a Geórgia, a sul de Sochi, justificado, exatamente, pela organização dos jogos. A ameaça georgiana de boicotar as olímpiadas surgiu, mas foi ultrapassada. A delegação de 11 atletas georgianos deixou Tbilissi na quarta-feira, num voo económico, e já se instalou em Sochi. Não é esperada, contudo, a prsença de qualquer responsável político da Geórgia em Sochi.

Confrontada com as enormes preocupações de segurança que rodeiam os Jogos Olímpicos de Inverno, a equipa suíça de luge garante sentir-se plenamente segura em Sochi. “Podemos ir diretamente da aldeia olímpica para o centro de luge. Não existe, de facto, nenhum problema. Sinto-me muito segura como atleta. Não há nada a temer”, afirmou Martina Kocher, com o compatriota Gregory Carigiet a reforçar o sentimento: “Para mim, também. Não estou interessado e nem sequer oiço o que dizem lá fora. Estou apenas focado na minha prova e tento não me preocupar com questões como essa.”

Os Jogos Olímpicos de Inverno começam oficialmente esta sexta-feira em Sochi, com a realização da cerimónia de abertura marcada para o início da noite, e terminam a 23 de fevereiro.