Última hora

Última hora

Bruxelas abre consulta pública sobre tráfico de animais

Em leitura:

Bruxelas abre consulta pública sobre tráfico de animais

Tamanho do texto Aa Aa

A França deu o exemplo, esta semana, como o primeiro país europeu a destruir toneladas de marfim a fim de sensibilizar a opinião pública para a luta contra o tráfico de animais.

Para criar uma estratégia comum aos 28 Estados-membros, a Comissão Europeia anunciou a abertura de uma consulta pública sobre o problema.

O comissário europeu para o Ambiente, Janez Potoċnik, realçou que não estão “a falar de turistas que trazem corais na bagagem, mas de um negócio multibilionário ilegal através de redes criminosas internacionais que utilizam rotas e métodos semelhantes aos dos traficantes de drogas, armas e seres humanos”.

Enquanto ponto de trânsito, mas também destino final, a Europa entra num circuito que começa em África, com o abate ilegal de milhares de rinocerontes e de elefantes.

O marfim é sobretudo cobiçado na Ásia, onde é considerado um símbolo de poder e prosperidade.

A UE pede agora aconselhamento a peritos governamentais, grupos da sociedade civil e do setor privado sobre ferramentas para combater o tráfico e sobre a eficácia de sanções penais mais fortes.