Última hora

Última hora

Mau tempo continua a afetar sudoeste de Inglaterra e noroeste de França

Em leitura:

Mau tempo continua a afetar sudoeste de Inglaterra e noroeste de França

Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico promete fazer “todos os possíveis” para ajudar a população, afetada pelas tempestades que continuam a devastar, sobretudo, o sudoeste do Reino Unido.

Os engenheiros estão agora a reparar o caminho-de-ferro que liga Devon à Cornualha. Mas a população, há um mês sob fortes chuvas, acusa o governo de inação.

Kate Marks, da Agência Britânica do Ambiente, refuta as acusações: “Percebo que seja um momento traumático para os habitantes, que têm as casas e as lojas inundadas… É um momento de muito stresse e os nossos pensamentos vão para essas pessoas. Mas fizemos o máximo possível em termos de prevenção, antes da tempestade.”

Para fazer face às cheias, o governo já destacou cerca de 40 ‘marines’ reais para o condado de Somerset.

O mau tempo afeta igualmente o noroeste da França, onde a pequena localidade de Quimperlé, no Finisterra, voltou a ficar debaixo de água.

O edil local explica que “este é o terceiro grande episódio de enchentes desde o Natal. As pessoas começam a não suportar. Isto dura há mês e meio.”

Em Morlaix, também no Finisterra, o pico das enchentes atingiu os 60 cm, durante a última noite, e inundou uma centena de lojas.

A tempestade Qumeira foi, contudo, menos violenta do que o previsto e a situação começava a regressar ao normal, durante a manhã de sexta-feira.