Última hora

Última hora

Quem vai brilhar em Sochi?

Em leitura:

Quem vai brilhar em Sochi?

Tamanho do texto Aa Aa

Este sábado tem início a competição a doer em Sochi, durante 16 dias os atletas irão competir pelas 98 medalhas de ouro em discussão. Conheça as estrelas que têm tudo para brilhar mais alto.

O principal candidato ao título de “Michael Phelps de Sochi” é Martin Fourcade. Nos últimos dois anos o francês tem liderado de forma incontestável o biatlo masculino, com duas vitórias na Taça do Mundo e cinco títulos mundiais.

Em Sochi, irá lutar pela medalha de ouro em todas as disciplinas. Será o alvo a abater pela concorrência, pelos jovens e ambiciosos russos, pelos experientes suecos e austríacos e pelos inevitáveis noruegueses, que contam com Ole Einar Bjørndalen.

Aos 40 anos, esta verdadeira lenda viva do biatlo pode-se encontrar já na fase descendente da carreira mas ainda se mostra capaz de se intrometer na luta pelas medalhas e reformar-se em grande.

Plushenko em busca de mais uma medalha

Outra lenda dos desportos de inverno é Evgeni Plushenko na patinagem artística. O russo, campeão olímpico em 2006, para já ajudou o seu país a terminar o programa curto da competição por equipas na primeira posição, numa prova que teve lugar na sexta-feira.

Ninguém poderá rivalizar com Plushenko no número de medalhas olímpicas conquistadas, no entanto, para o russo conseguir o título individual terá de se transcender.

Os favoritos são Yuzuru Hanyu, que tem dominado esta temporada, o tricampeão do mundo Patrick Chan e o bicampeão europeu Javier Fernández, a principal esperança de uma medalha para Espanha.

Stoch em Sochi para saltar para a vitória

Adam Małysz pode ter deixado os saltos de esqui para participar no Dakar mas a Polónia não demorou muito tempo para encontrar um novo herói. Kamil Stoch, de 26 anos, tem dominado a temporada e festejou uma dupla vitória na prova que antecedeu os Jogos Olímpicos em Willingen.

Não há muita gente capaz de parar Stoch. Talvez Simon Ammann, que não era favorito nem em 2002, nem em 2010, mas isso não o impediu de regressar a casa com duas medalhas de ouro em casa ocasião. A sua capacidade para estar ao melhor nível nas grandes competições é o seu grande trunfo.

Höfl-Riesch quer aproveitar ausência de Vonn

A rainha do esqui alpino, Lindsey Vonn, será a grande ausente em Sochi, ainda a contas com uma lesão no joelho direito. Sem a norte-americana o equilíbrio de poder nas provas de velocidade mudou radicalmente. A hegemonia pertence agora à sua rival e amiga Maria Höfl-Riesch. Bicampeã olímpica em Vancouver, é a principal candidata ao ouro na descida, super gigante e super combinado.

Em 2010 a alemã venceu também no slalom mas em Sochi o favoritismo pertence a Mikaela Shiffrin. A norte-americana, de apenas 18 anos, tem já um palmarés assinalável, onde constam um título mundial e um globo de cristal no slalom. A sua principal rival será a esquiadora de maior sucesso na história da disciplina, a austríaca Marlies Schild.

Camile Dias, de apenas 17 anos, representará Portugal nas provas de slalom e slalom gigante.

Svindal e Ligety são os favoritos no esqui alpino

Nos homens, todas as atenções estarão voltadas para Aksel Lund Svindal. Campeão olímpico há quatro anos no super gigante e campeão do mundo em título no downhill, domina as provas de velocidade como ninguém.

Nas disciplinas técnicas, o mais óbvio candidato a liderar o pelotão é Ted Ligety. O norte-americano é de longe o favorito no slalom gigante e seria uma grande surpresa se não vencesse o ouro em Sochi.

No slalom, o alvo a abater é Marcel Hirscher, atual líder da Taça do Mundo. O austríaco até já venceu dois slaloms gigantes esta temporada mas apenas porque Ligety não os conseguiu terminar.

Hubertus von Hohenlohe participou nos Jogos de Inverno pela primeira vez em Sarajevo em 1984. Nunca esteve perto de conquistar uma medalha mas a sua capacidade para se vestir à altura da ocasião fazem deste mexicano um dos símbolos dos Jogos de Inverno. Em Sochi, competirá vestido de mariachi.

Arthur Hanse é o segundo elemento da equipa portuguesa. O esquiador de 20 anos foi o porta estandarte da delegação nacional e tal como Camile Dias, competirá no slalom e slalom gigante.

Estrelas da NHL com duelo marcado para Sochi

O ponto alto dos Jogos será o torneio de hóquei em gelo, com o encontro decisivo marcado para o último dia de competição. A final desejada por todos os adeptos coloca frente a frente Rússia e Canadá. Um duelo entre estrelas da Liga norte-americana.

No entanto, convém não esquecer Suécia, Finlância, República Checa e Estados Unidos, equipas que têm sempre uma palavra a dizer.