Última hora

Última hora

Rússia: Sol olímpico prepara-se para brilhar em Sochi

Em leitura:

Rússia: Sol olímpico prepara-se para brilhar em Sochi

Tamanho do texto Aa Aa

O Sol nasce nos Jogos Olímpicos de inverno em Sochi na Rússia. Depois da polémica em torno dos direitos dos homossexuais ou das preocupações e queixas sobre as infraestruturas na aldeia olímpica, os dados serão finalmente lançados às 4 e um quarto da tarde, hora de Lisboa.

“Com a contagem decrescente para a abertura dos Jogos Olímpicos a aproximar-se do final, os olhos do mundo estão em Sochi. A Rússia não poupou esforços para preparar os jogos, de forma a mostrar um país seguro, aberto e amistoso. Hoje pode começar a mostrar que vai conseguir”, diz o enviado especial da Euronews, Denis Loctier.

Os jogos são considerados os mais caros na história, tendo o país gasto uma soma estimada em mais de 36 mil milhões de euros, ou seja, quatro vezes mais do que o que foi despendido nos Jogos Olímpicos de verão em Pequim em 2008.

Mas há outro recorde, é o número de dignitários presentes durante as duas semanas. A organização aguarda a presença de 65 chefes de Estado e de governo e outras individualidades.

Um evento que está sob vigilância extrema por parte, não só dos russos, mas também de outras nações como os Estados Unidos.

A ameaça terrorista é levada muito a sério, especialmente depois dos atentados de dezembro em Volgogrado que vitimaram 34 pessoas.