Última hora

Última hora

"Vamos para Sochi ou rebento com o avião"

Em leitura:

"Vamos para Sochi ou rebento com o avião"

Tamanho do texto Aa Aa

Saiu algemado e de maca do avião que tentou desviar para Sochi. O pirata do ar ucraniano terá embarcado no voo para Istambul já em “avançado estado de embriaguez”, segundo as autoridades. Pouco depois da descolagem de Kharkiv, na Ucrânia, ameaçou detonar uma bomba se o Boeing 737 não desviasse o rumo para a estância do Mar Negro onde, à mesma hora, decorria a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno.

A aeronave da companhia turca Pegasus acabou por aterrar, como previsto, em Istambul, mas escoltada por dois caças F-16.

Aliviados, os passageiros recordam os momentos de tensão, de receio, de incerteza. Mehmet Tutan pensava que tinha “aterrado em Sochi” e só se apercebeu que estava na Turquia bastante mais tarde, quando viu que o telemóvel estava ligado a uma rede turca.

O ébrio ucraniano de 45 anos também pensou que estava em Sochi. Os outros 109 passageiros conseguiram sair ilesos e, ao final de algumas horas em terra, o pirata do ar acabou com “ferimentos ligeiros” depois das forças antiterroristas turcas terem tomado de assalto o avião.