Última hora

Última hora

Dinamarca abate girafinha por não ter património genético "interessante"

Em leitura:

Dinamarca abate girafinha por não ter património genético "interessante"

Tamanho do texto Aa Aa

Marius era uma girafa de um ano e meio. Foi abatido, este domingo, no jardim zoológico de Copenhaga, apesar dos protestos dos ativistas dos direitos dos animais.

A autópsia foi realizada em público e os seus restos mortais usados para alimentar as feras. (Atenção, o vídeo desta peça contém imagens que podem chocar os mais sensíveis.)

O zoo considerou que o animal, em perfeita saúde, não tinha um património genético “interessante”. Abateu-o para evitar riscos de consanguinidade.

A hipótese da castração foi descartada, devido aos efeitos colaterais; assim como a reintrodução no meio natural, já muito difícil, já que os países africanos não estão interessados em acolher girafas.

Um zoo sueco e outro inglês dizem ter feito propostas para acolher o animal, mas não obtiveram resposta da Dinamarca.