Última hora

Em leitura:

Suíça: "sim" e "não" taco a taco em referendo contra a imigração


Suíça

Suíça: "sim" e "não" taco a taco em referendo contra a imigração

Uma projeção nacional coloca o “sim” e o “não” lado a lado no referendo suíço “contra a imigração de massas”. Prevê-se suspense até à contagem dos últimos votos.

Por volta das duas da tarde, hora da Suíça, havia resultados definitivos em 14 dos 26 cantões: 11 estavam a favor, 13 contra.

“Penso que é muito importante por duas razões: a economia suíça precisa de toda a gente que vem de fora e será um muito mau sinal para a Europa e porá em perigo as nossas negociações”, afirma o eleitor Hugo Zbineen.

“Espero que dê um sinal claro ao Governo para que ele tome todas as medidas e ações para impedir que os trabalhadores sofram com a situação atual”, explica Pascal Desjacques, outro eleitor.

As projeções iniciais apontam para uma vitória do “não” em alguns dos maiores cantões, mas a vitória do “sim” em cantões alemães parece contrabalançar o resultado.

Para que sejam impostos limites à imigração, o “sim” terá de triunfar em número de votos e de cantões.

Uma vitória do “sim” poria em causa as relações entre a Suíça e a União Europeia.

Acordos bilaterais com a União Europeia, negociados durante cinco anos, abriram o mercado de trabalho suíço aos países.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

George Clooney arrasou na Berlinale onde crítica foi arrasadora